Archive for the ‘Vida Cristã’ Category

08/12 – Dia da família

“Goza a vida com a mulher que amas, todos os dias da tua vida vã, os quais Deus te deu debaixo do sol, todos os dias da tua vida vã; porque este é o teu quinhão nesta vida, e do teu trabalho, que tu fazes debaixo do sol.” Eclesiastes 9.9

 

Amanhã, dia 08 de dezembro, será o Dia da Família. Está aí uma das maiores dádivas que Deus deixou para o homem.

 

Quando falamos em família, logo pensamos em problemas. Mas não deveria ser assim. Um projeto para ser bem-sucedido precisa ser bem iniciado, ou seja, é preciso um bom planejamento. Com a formação de uma família, este mesmo princípio deve ser aplicado. Famílias problemáticas normalmente foram mal iniciadas.

 

As revoluções culturais e comportamentais ocorridas no século 20 desestabilizaram a instituição “Família”. O namoro, que é o momento em que o casal deve se conhecer e identificar se os seus planos de vida são convergentes, perdeu a sua função. Os relacionamentos esporádicos são comuns. E o casamento, que é a base da família, tem sido alvo de chacotas, piadas e desprezo.

 

A psicologia não tem dúvidas dos ganhos obtidos com a presença dos pais na formação da criança. Ao mesmo tempo, constatamos uma sociedade mais estressada, mais depressiva, mais sexualizada e menos satisfeita emocionalmente.

 

Todos nós temos variadas necessidades. E até o mais bruto e rude dos homens carece de afeto e companheirismo amoroso.

 

“E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele.” Gênesis 2.18

 

A família foi instituída por Deus e consiste na união de um homem e uma mulher com propósitos e objetivos comuns. Há união, submissão e companheirismo mútuos.

 

“Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.” Gênesis 2.24

 

Para formá-la, três passos são necessários:

– Deixar antigos hábitos, atitudes, comportamentos;

– Unir-se ao cônjuge em corpo e alma, em intuito e ações, no ceder e no sacrificar;

– Tornar-se uma carne, crescerem como pessoas, crescerem em intimidade, crescerem espiritualmente.

 

 

“As muitas águas não poderiam apagar o amor, nem os rios, afogá-lo; ainda que alguém desse todos os bens da sua casa pelo amor, seria de todo desprezado.” Cantares 8.7

 

Para finalizar, não podemos nos esquecer que o combustível e o suporte da família é o amor. Todas as situações de dificuldades, os conflitos internos, os momentos de crescimentos; são suportados e impulsionados por este nobre sentimento.

 

Se você já tem sua família, cuide bem dela para que seja próspera e saudável. Se ainda não tem, tenha frieza e sabedoria para saber criá-la.

 

 

Que o amor de Cristo nos atinja e nos oriente para a Sua graça!

Anúncios

Vida cristã “sine cera”

Quando acordamos pela manhã, precisamos ter a certeza de que iremos inserir a presença de Deus em nossos relacionamentos cotidianos. Em todos eles! É dever do Cristão se mostrar sincero (sem cera, do latim “sine cera”, ou seja, sem cera para esconder as falhas ou defeitos). Precisamos levar o caráter cristão para onde quer que formos!

“Aproximemo-nos, com sincero coração, em plena certeza de fé, tendo o coração purificado de má consciência e lavado o corpo com água pura.” (Hebreus 10.22)

O grande missionário, diplomata e contrabandista de Deus, Irmão André, disse que tem colado a seguinte frase na contra-capa de sua Bíblia:

“O homem precisa ser ou desafiado ou entretido”.

Certamente, a Palavra de Deus não tem por propósito entreter ninguém. Aliás, nem nos fazer felizes ela se propõe. Mas sim, fazer os outros felizes por meio de nós!

Vaso

Portanto resta-nos ser desafiados. E fomos quando Jesus nos chamou para a Grande Comissão, que é a divulgação do Evangelho a todos. Não resta dúvidas de que o testemunho de vida é um dos meios mais eficazes de propagação do amor de Cristo e de Sua mensagem.

A transformação deste mundo, ou de pessoas ao seu redor, virão através de seu comportamento como verdadeiro e sincero Cristão!

Que Deus nos abençoe!

Baseado em: ANDRÉ, Irmão. Desafiando os limites da fé: Como ultrapassar as barreiras das impossibilidades humanas. São Paulo: Mundo Cristão, 1998. p. 48. ISBN 85-7325-184-0

Ah… o amor!

Luis Vaz de Camões (1524 – 1580) foi um importante escritor português que deixou grandes e brilhantes obras, dentre elas o poema “Amor é fogo que arde sem se ver”.

 
“Amor é fogo que arde sem se ver,
É ferida que dói, e não se sente;
É um contentamento descontente,
É dor que desatina sem doer.
(…)
Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo Amor?”
 
Esta inquietude e este amor tão contraditório que Camões apresenta foram baseados na carta do apóstolo Paulo aos irmãos da igreja de Corinto. Neste texto, o apóstolo busca descrever o maior sentimento de todos.
 

“Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o címbalo que retine. E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria. E ainda que distribuísse todos os meus bens para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria. O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não se vangloria, não se ensoberbece, não se porta inconvenientemente, não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal; não se regozija com a injustiça, mas se regozija com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.” – 1 Coríntios 13.1-7

 
Amor é uma palavra que tem 4 vocábulos no grego:
• Philéo (φιλία) – é o amor para com os amigos, o amor fraternal. Inclui a lealdade aos amigos, à família e à comunidade;
• Eros (ἔρως) – este é o amor romântico. É o amor de um homem por uma mulher. Deve ser aplicado àquela pessoa que você ama mais do que o amor philos;
• Storge (στοργή) – é a afeição, o amor dos pais pelos filhos;
• Ágape (ἀγάπη) – é “o amor caridade”, o campeão dos amores.
 
O último dos amores tem sua origem em Deus. A benevolência e compaixão são frutos deste amor. Este sentimento nos é dado, multiplicado e exigido. Este ciclo nunca será quebrado, pois o Ágape não acaba (1 Coríntios 13.8). Ágape: foi este verbete que Paulo usou neste texto de Coríntios.
 
O filósofo alemão Georg Wilhelm Friedrich Hegel certa vez disse: “na Cruz está a mais alta intuição do amor”. E realmente naquele sacrifício Cristo demonstrou o amor em toda a sua plenitude.
 
Ágape é amor até à morte, senão não é Ágape!
 
Portanto, devemos morrer para o mundo e vivermos com Jesus Cristo. Só Ele tem a vida, e vida com abundância. Só Ele concede a vida eterna, e é isso que importa! Os sofrimentos e lamúrias que temos aqui, assim como as honras e reconhecimentos deste mundo, não se podem comparar a vida que Deus nos destinou na eternidade.
 
Devemos nos amar… de verdade! Até aquela pessoa que falou mal de nós! Até aquele que torce pelo nosso fracasso! Até aquele que planeja armações contra nós!
 
A nossa vida, com amor, se aproxima de Deus e transforma a vida de pessoas ao nosso redor!
 
Que Deus nos abençoe e nos ame cada dia mais!

A Bíblia e o celular

Já imaginou o que aconteceria se tratássemos a nossa Bíblia do jeito que tratamos o nosso celular?

E se sempre carregássemos a nossa Bíblia no bolso ou na bolsa? 
E se déssemos uma olhada nela várias vezes ao dia? 
E se voltássemos para apanhá-la quando a esquecemos em casa, no escritório…? 
E se a usássemos para enviar mensagens aos nossos amigos?
E se a tratássemos como se não pudéssemos viver sem ela?
E se a déssemos de presente às crianças?
E se a usássemos quando viajamos?
E se lançássemos mão dela em caso de emergência?

Mais algumas coisas:

Ao contrário do celular, a Bíblia não fica sem sinal. Ela ‘pega’ em qualquer lugar.
Não é preciso se preocupar com a falta de crédito porque Jesus já pagou a conta e os créditos não têm fim. 
E o melhor de tudo: não cai a ligação e a carga da bateria é para toda a vida.

– “Guardo a tua palavra no meu coração para não pecar contra ti.” (Salmo 119:11)

– “Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminho.” (Salmo 119:105)

– “Porque, assim como descem a chuva e a neve dos céus e para lá não tornam, sem que primeiro reguem a terra, e a fecundem, e a façam brotar, para dar semente ao semeador e pão ao que come, assim será a palavra que sair da minha boca: não voltará para mim vazia, mas fará o que me apraz e prosperará naquilo para que a designei.” (Isaías 55:10-11)

(autor desconhecido)

Reflexão

Deus criou o universo para Seu louvor e neste universo colocou o homem, que é um ser que tem livre arbítrio.

 

Para provar a Sua majestade e soberania, permitiu a entrada do mal no mundo. Pouco depois, estabeleceu-se uma separação entre a criatura e seu Criador.

 

“pois todos pecaram e carecem da glória de Deus,” Romanos 3.23

 

Para corrigir esta ruptura seria necessário um sacrifício feito por alguém sem pecados. Deus permitiu que Seu filho descesse a terra e realizasse este sacrifício.

 

“Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o Seu Filho unigênito, para que todo o que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3.16

 

Ele veio, viveu entre nós, em tudo foi tentado, mas não pecou. E se sacrificou por toda a humanidade. Quando Jesus Cristo se foi, o Espírito Santo desceu à terra.

 

E haverá um dia em que o Espírito Santo voltará aos céus e Jesus virá buscar a Sua igreja.

 

“Porquanto o Senhor mesmo, dada a Sua palavra de ordem, ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro; depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e, assim, estaremos para sempre com o Senhor.” 1 Tessalonicenses 4.16,17

 

Este evento é conhecido como arrebatamento. A partir deste momento, todos os salvos habitarão em um lugar onde não há morte, tristezas, sofrimentos, dores… lá será um lugar de paz, alegrias, felicidade, regozijo… e não pense que será um ambiente monótono, pelo contrário, será um ambiente festivo e de plena comunhão para toda a eternidade.

 

Aqueles que não estiverem salvos, viverão para toda a eternidade no inferno.

 

 

Se você ainda não se preparou para este momento (que pode acontecer daqui a 10 anos, na semana que vem ou mesmo hoje), corra para obter a sua salvação e a condição de habitar neste lugar. Não se esqueça que sua vida pode terminar amanhã.

 

“Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a Minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, Comigo.” Apocalipse 3.20

 

E eu espero que possamos nos encontrar lá! Não é um caminho fácil, mas será recompensador!

 

——————————————————————————————————————————–

 

NAQUELA MANHÃ

Robson Nascimento

 

Naquela manhã, eu verei

 

O meu sonho se realizar.

Naquela manhã, voarei

Rumo ao céu pra meu Deus encontrar.

É o lugar

Que não há tristeza e dor.

Sim, é o céu,

A real fonte do amor.

 

Naquela manhã,

Meu Senhor vou encontrar.

Naquela manhã,

Tudo vai transformar.

 

Na linda manhã,

O sol vai brilhar muito mais

E Aquele que venceu anunciando a paz,

Virá nos buscar em poder e glória.

É o maior evento esperado na história

 

Então, lá nos veremos.

Então, lá nos veremos.

Iremos ao encontro do Pai.

Sim, subiremos.

 

Desfrutar a vida eterna ao lado do Pai…

Desfrutar a vida eterna ao lado do Pai…

Desfrutar a vida eterna ao lado do Pai…

O que uma esposa espera de seu marido

O casamento é uma instituição em que duas pessoas se propõem a compartilharem suas vidas em função de alcançarem uma unidade maior e mais perfeita.

As metas que Deus planejou para a sociedade conjugal jamais serão atingidas se não houver primeiro uma compreensão clara das diferentes responsabilidades que tocam a cada um dos cônjuges.
 
A Palavra de Deus, assim diz: “Quero, entretanto, que saibais ser Cristo o cabeça de todo homem, e o homem o cabeça da mulher, e Deus o cabeça de Cristo”. I Coríntios 11:03.
 
No Senhor, todavia, nem a mulher é independente do homem, nem o homem independente da mulher. Porque como provém a mulher do homem, assim também o homem é nascido da mulher; e tudo vem de Deus.

É interessante notarmos que a Bíblia fala ser “o marido o cabeça da mulher…”. O cabeça é aquele que lidera. Mas que tipo de liderança o esposo deve apresentar em seu lar, para que o mesmo seja repleto de felicidade e amor?
 
1 – Convivência
O marido deve procurar passar tempo com a esposa, para aprender a conhecê-la como a pessoa especial que é. Conhecer profundamente todas as sutilezas e nuances de temperamento, para poder fazer uso desse conhecimento em benefício da própria esposa. Através da convivência, o esposo poderá descobrir quais são as necessidades básicas de sua esposa e satisfazê-las dentro do possível.
 
2 – Exemplo
Uma liderança eficaz requer que o líder dê o exemplo, não exigindo dos seus nada que ele mesmo não esteja disposto a fazer. O marido que já tiver demonstrado amar a esposa, sabe que poderá contar com ela para fazer por ele o que tenha feito por ela. Se ele a servir, será servido; se ele a amar, será amado; se ele coloca os interesses dela antes dos seus, verá que ela fará o mesmo por ele.
 
3 – Comunicação
O marido deve separar tempo para comunicar-se com a esposa, para expor a ela as coisas íntimas que vão em seu coração, seus sonhos, seus anseios para si mesmo e para a família. Para tanto, é preciso que tenha metas, saiba o que quer para os seus, compartilhe tudo isso com a esposa, para que esta possa ajudá-lo a definir e a levar a cabo a sua parte neste ideal. Lembre-se de que a comunicação é uma via de mão dupla.
 
4 – Divisão de Responsabilidades
O marido atencioso é aquele que procura dar a oportunidade a esposa para que ela se desenvolva como pessoa, para benefício dela e seu próprio, pois feliz será o marido de uma esposa realizada e capaz. A boa liderança consiste exatamente no reconhecimento da potencialidade de cada um dos liderados, na utilização máxima desse potencial. Com isto, todos se beneficiam, e o lar é enriquecido.
 
5 – Transmita Segurança e Amor
A segurança é algo extremamente essencial na vida de uma esposa, para que ela possa ser feliz e tenha condições de transmitir felicidade aos seus. Portanto, ela precisa sentir que tem um esposo comprometido com o casamento, com os filhos, com a família, enfim, esposo comprometido com o ninho. A esposa precisa sentir que tem ao seu lado um esposo que a ame e que transmita amor.
Passos práticos que o ajudarão a demonstrar amor:
• Expresse constantemente e audivelmente o amor que sente por ela.
Muitas vezes o marido acha difícil entender a necessidade que a esposa tem de ouvi-lo confirmar com palavras o sentimento que tem no coração.

• Expresse, através de ações, o cuidado que merecem as necessidades dela.
Uma massagem no pescoço cansado e dolorido, uma mãozinha inesperada com alguma tarefa dela, podem falar mais alto que mil palavras. Mas não se esqueça que as palavras dão aquele toque especial e indispensável.
• Procure demonstrar de maneira prática que ela é o ser humano que ocupa o primeiro lugar em sua vida.
Mostre-lhe que suas opiniões são respeitadas, mesmo quando não forem aceitas. Nos conflitos, ela deverá poder contar com seu apoio, pois você deixou até pai e mãe para unir-se a ela.
• Trate-a com cortesia e com ternura.
Ela será o reflexo do modo como a tratar. Se quiser ter uma rainha por esposa, terá que tratá-la como tal.
• Expresse freqüente e generosamente sua apreciação e admiração.
São tantas as coisas que ela faz por você e por sua família, que esta dedicação não pode ser passada em branco. Se realmente ela representa algo em sua vida, então, expresse.

• Jamais use comparações para tentar mudá-la.
Especialmente no caso de compará-la a outras mulheres, isso pode produzir uma terrível mágoa e sentimentos de falta de valor próprio. Lembre-se de que sua esposa é uma pessoa especial e diferente das outras pessoas e mulheres. Ela será uma pessoa muito melhor se, ao invés de criticar seus pontos fracos, você encorajá-la a desenvolver suas qualidades.

• Não a critique na frente de outras pessoas.
Se houver algo que ela precisa corrigir, espere pelo momento certo, quando vocês estiverem a sós, e então, diga-lhe o que tens para dizer, mas com brandura e amor.
Pastor Helio Coutinho

Algo pode nos separar de Deus?

O apóstolo Paulo, em sua carta aos irmãos da igreja de Roma (Romanos 8.35-39), elabora uma reflexão tentando encontrar algum fator que pudesse separar o homem do amor de Cristo.

Ele rapidamente identifica sete obstáculos comuns em nossas vidas: tribulação, angústia, perseguição, fome, nudez (suprimentos), perigo e espada. E indaga: algum destes elementos pode nos separar do amor de Cristo?

Neste momento, Paulo se lembra do Salmo 44 verso 22:

“Mas, por amor de ti, somos entregues à morte continuamente, somos considerados como ovelhas para o matadouro.”

Desta forma, em todos aqueles sete elementos, somos mais do que vencedores por meio de Jesus Cristo – aquele que nos amou e se entregou por nós na cruz! Assim como Ele, nossa vida é cheia de perigos e dificuldades. Isto é inerente a uma vida Cristã!

A experiência de Paulo lhe dá segurança para, com autoridade, afirmar que nada pode nos separar do amor de Deus. E para ilustrar ele busca imaginar outros obstáculos: a morte, a vida, os anjos, os principados, as coisas do presente, o porvir, os poderes, a altura, a profundidade ou qualquer outra criatura.

Por fim, ele se dá por satisfeito e conclui que nada “poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.”

Este amor é infinito, sobrenatural e incomensurável. Precisamos valorizá-lo e mantê-lo em nossas vidas!

 

Que o amor de Cristo continue em nossas vidas!

%d blogueiros gostam disto: